MENU

Blog.

09 . 11 . 2018

A Relação entre a Síndrome do
Intestino Irritável e o SIBO

A Síndrome do Intestino Irritável (SII) é uma doença crónica do foro gastrointestinal, caracterizada por distensão, dor abdominal e alterações do trânsito (obstipação e/ou diarreia). É uma importante causa de diminuição da qualidade de vida e as abordagens terapêuticas disponíveis são, frequentemente, pouco eficazes.

Por SIBO (Small Intestinal Bacterial Overgrowth) entende-se o sobrecrescimento de bactérias no intestino delgado. O intestino delgado é a parte do nosso trato digestivo especializada na absorção de nutrientes e geralmente a concentração de bactérias é diminuída nesta área. Historicamente, este sobrecrescimento bacteriano estava associado a anomalias anatómicas (presença de fístulas, “alças cegas” pós cirurgicas, etc.) e alterações da motilidade intestinal (como sucede na esclerodermia, por exemplo). Contudo, o desenvolvimento de testes respiratórios que detectam os produtos de fermentação bacteriana  no intestino (hidrogénio e metano), veio possibilitar a detecção de SIBO numa proporção maior de pacientes.

Existe uma relação entre a SII e o SIBO?

Parece existir, de facto, uma associação entre a presença de SIBO e sintomas da SII. A magnitude desta associação varia consoante os diferentes estudos, que não utilizaram os mesmos substratos e critérios para diagnosticar o SIBO. Segundo uma meta-análise de 2010, a probabilidade de um paciente com SII ter um resultado positivo no teste respiratório de SIBO é cerca de 4 vezes superior à de um indivíduo saudável.

Como pode este excesso de bactérias contribuir para os sintomas do intestino irritável?

O sobrecrescimento de bactérias no intestino delgado conduz ao aumento da fermentação intestinal. O propósito da digestão é a extracção dos nutrientes de que necessitamos, mas se esta não for completa, o material não totalmente digerido torna-se alimento para a flora intestinal. Através de um processo de fermentação, as bactérias (e potencialmente fungos) digerem hidratos de carbono, libertando gases como o hidrogénio e o metano. Esta produção de gás é responsável por sintomas como a distensão abdominal, flatulência e alterações do trânsito intestinal.

 

Fig. 1 – O sobrecrescimento de bactérias no intestino delgado leva ao aumento de produção de gás.

 

O SIBO pode ser tratado?

Sim. O tratamento visa a diminuição da população de bactérias que se encontram em excesso e assenta nos seguintes princípios:

diminuição da quantidade de “alimento” disponível para as bactérias em excesso – a dieta baixa em FODMAPs (acrónimo, em inglês, para Oligosacarídeos, Dissacarídeos, Monosacarídeos e Polióis Fermentáveis) é uma opção muito eficaz no tratamento de SIBO e alívio de sintomas da SII. Esta é uma dieta que restringe hidratos de carbono de difícil digestão, e assim diminui a fermentação intestinal.

uso de antibióticos – produtos farmacêuticos como a rifaximina (em uso isolado ou combinado com neomicina ou metronidazol) ou preparados botânicos com actividade bactericida.

Em paralelo, quaisquer factores que predisponham à proliferação de bactérias no intestino delgado, como por exemplo a hipocloridria gástrica ou a dismotilidade intestinal, devem ser corrigidos, de forma a prevenir a recidiva de SIBO.

A SII é uma entidade complexa e multifactorial. No entanto, a proliferação excessiva de bactérias no intestino delgado parece ser um importante factor na génese dos sintomas desta síndrome, e o seu tratamento pode resultar em melhorias significativas. Portanto, esta hipótese deve ser considerada nos pacientes com SII, cujos sintomas são debilitantes e pouco compreendidos.

 

Referências:

Triantafyllou K, Chang C, Pimentel M. Methanogens, methane and gastrointestinal motility. Journal of Neurogastroenterology and Motility. 2014;20(1):31-40.

Marsh A, Eslick EM, Eslick GD. Does a diet low in FODMAPs reduce symptoms associated with functional gastrointestinal disorders? A comprehensive systematic review and meta-analysis. European Journal of Nutrition. 2016;55(3):897-906.

Shah ED, Basseri RJ, Chong K, Pimentel M. Abnormal breath testing in IBS: A meta-analysis. Digestive Diseases and Sciences. 2010;55(9):2441-2449.

Categorias: Digestão, Microbioma

042 Comments

Agradeço a sua informação, sou médica e achei sintetico e esclarecedor.

Grato pelo comentário, cara colega.

Gostava e saber mais sobre a alimentação para combater o SIBO.
Obrigada

Olá. Para diminuir a proliferação excessiva de bactérias, a ideia é seguir uma dieta sem hidratos de carbono de difícil absorção para que os nutrientes sejam todos absorvidos no intestino delgado e não sobre nada para as bactérias. A dieta baixa em FODMAPs é uma boa opção (se procurar no Google encontrará descrições detalhadas desta dieta). Obrigado.

Quais são os hidratos de carbono de difícil absorção?

Alimentos que têm na sua composição moléculas de difícil digestão e absorção. São exemplos: brócolos, couve-flor, alcachofra, alho, cebola, etc. Aqui pode encontrar uma lista detalhada: https://www.monashfodmap.com/about-fodmap-and-ibs/high-and-low-fodmap-foods/

Caro Dr. Daniel
Também procuro solução para os meus distúrbios intestinais SII. Onde poderei realizar os testes respiratórios? Grato pela sua atenção.
Cumprimentos

Caro Carlos,
Esses testes, normalmente, têm de ser prescritos por clínicos. A minha recomendação nestes casos é sempre agendar uma consulta para o seu caso ser analisado e ver qual o teste mais indicado a realizar.
Cumprimentos.

Bom dia Dr. Daniel, ando incessantemente à procura de solução para os meus distúrbios intestinais e creio que terei certamente SII e SIBO. Onde poderei realizar o teste de respiração?
Cumprimentos.

Bom dia Joana,
Há um par de opções que conheço para fazer este teste em Portugal. Enviar-lhe-ei mensagem privada porque são empresas às quais sou alheio.
As suas melhoras.

Boa tarde dr daniel onde fazer exames para o sibo em portugal sou algarve

Olá Marco. Pelo que sei, tem de ser através de um médico que esteja registado com um dos laboratórios que oferecem este serviço. Entre em contacto com o consultório por email ou telefone e podemos esclarecê-lo melhor.

Olá Dr. Leal, depois de algumas consultas com diversos gastros, continuo sem ter um diagnóstico dos meus problemas intestinais, sendo muito possível que no final de resuma a FICO/SIBO/IBS. Ando desesperadamente a procura de um médico que “leve o assunto a sério” pela zona norte país (Aveiro/Porto). Conseguiria dar-me alguma recomendação?
Muito obrigada pelo seu post
Cumprimentos

Boa noite,
Enviar-lhe-ei email sobre este assunto.
Obrigado pelo interesse.

Boa noite, Dr.

Não imagina a minha felicidade quando encontrei o seu artigo. Finalmente um médico em Portugal que tem conhecimento disto. Ando desesperada há quase um ano. Tenho quase a certeza de que tenho SIBO. Quando questionei o gastroenterologista sobre isso respondeu-me que sabia que era uma condição a ser estudada recentemente, mas que aqui em Portugal ainda não. Disse-me que tinha IBS e para simplesmente cortar os alimentos que me despoletavam os sintomas. O problema é que são quase todos…

Já fiz análises ao sangue e fezes, ecografia abdominal e nada. Sou do Porto e é-me difícil deslocar a Lisboa. Será que dá consultas periodicamente no Porto ou que me pode aconselhar algum médico? Ficar-lhe-ia imensamente agradecida.

Olá Inês.
Estou em Lisboa e não dou consultas no Porto, mas também dou consultas por Skype. Contacte o consultório por favor, se estiver interessada.

Bom dia, muito obrigado pela informação

Ficaria agradecido se indicasse um sitio onde fazem esse teste para diagnóstico de SIBO

Obrigado.

Bom dia. A única forma que conheço de efectuar esse teste, em Portugal, é através dum clínico que trate este tipo de patologia. O teste não está disponível ao público e não é feito nos laboratórios convencionais.
Se tiver interesse em saber mais detalhes, contacte o consultório por favor.
Obrigado.

Hello Doctor,

I understand that SIBO can be a secondary symptom of something wrong with the digestive system. Are there any doctors that take SIBO seriously and can do diagnostic tests to find out what the malfunction in the digestive system is?

Looking forward to your reply.

Hi Gina.
Yes, SIBO can be secondary to other problems in the GI tract like poor stomach acid, poor motility, decreased bile output, etc. Some of these things are hard to test but we can assess them clinically and work to improve them. I do believe some doctors take SIBO seriously and look for the cause of digestive imbalances.

Caro Dr Leal,

onde posso fazer o teste respiratório em Coimbra ?
Grata,

Olá. Pelo que sei, tem de ser através de um médico que esteja registado com um dos laboratórios que oferecem este serviço. Se desejar, entre em contacto com o consultório por email ou telefone e podemos esclarecê-la melhor.

Ola dr Daniel! Moro na Austrália e passei por uma
Mudança que afetou meu intestino, desde então sofro com a barriga inchada dia e noite, é meu único sintoma, acordo com a barriga normal reta e toda noite vou dormir parecendo grávida, dia seguinte acordo normal de novo, como sentisse que a comida vai acumulando ao longo do dia na minha barriga, depois de incansáveis consultas médicas men dizendo que eh SII, já tentei a dieta fodmap com os produtos da Austrália e mesmo muitas vezes comendo apenas peixe e arroz vou dormir com a barriga tão inchada. Esse inchaço como principal sintoma pode ser a SIBO? Como posso tratar isso é como posso realizar esse exame? Agradeço muito sua ajuda.

Olá Marcela. Os seus sintomas sugerem alguma forma de disbiose intestinal e/ou SIBO, certamente. Pode procurar um médico que esteja familiarizado com a Medicina Funcional aí na Austrália. Se não conseguir, ou preferir, pode contactar o consultório e marcar uma consulta comigo, via remota. Desejo-lhe as suas melhoras.

Olá, Dr. Daniel.

Obrigada pelo artigo esclarecedor sobre a relação entre SIBO e SII. Observo que pouco se fala ainda a respeito. Eu sou brasileira, e fui diagnosticada com SIBO através de teste respiratório (hidrogênio expirado). Nesse teste, o paciente consome lactose em jejum e expira em um aparelho durante algumas horas. Esse aparelho indica o nível de hidrogênio contido no ar expirado, e normalmente esse teste é usado para identificar intolerância à lactose. A intenção, através desse exame, era diagnosticar SIBO, mas tb. foi diagnosticada uma intolerância severa à lactose. Fiz esse teste em meados de 2018 e tenho os sintomas da SIBO desde abril de 2017. Acredito que tenho intolerância à lactose, mas imagino que o grau severo identificado no exame ocorreu em virtude do sobrecrescimento de bactérias (SIBO), que aumentam consideravelmente a produção de hidrogênio. E como passei a ter sintomas de SII depois do aparecimento da SIBO, acredito, também, que exista uma relação entre esses dois problemas.

Para a SIBO, o médico receitou amoxilina por 14 dias, mas não tomei e continuo com os sintomas. A questão difícil, para mim, está no uso de antibiótico para diminuir as bactérias nocivas, pois esse tipo de remédio acaba matando TODAS as bactérias, as ruins e também as boas. E segundo relatos, muitos pacientes que não tinham SII passam a ter depois do uso de antibióticos. Diante disso, temo que o antibiótico provoque um agravamento na SII. Um custo alto, considerando as grandes chances de recidiva da SIBO. Portanto, eu gostaria de utilizar remédios antibactericidas naturais, fitoterápicos/botânicos, mas não sei quais existem no Brasil (ou fora do Brasil), pois os médicos brasileiros desconhecem. Também gostaria de saber se o portador da SIBO terá que fazer uso da dieta baixa em FODMAPs por toda a sua vida. E por último, gostaria de saber se há relação entre fatores emocionais e SIBO/SII.

Agradeço desde já a sua atenção, e obrigada mais uma vez pelos esclarecimentos contidos no blog.

Olá. Obrigado pelo comentário. De facto, as suas questões são muito pertinentes. Tratar o SIBO com antibióticos apenas não é a única solução. Tem de se restaurar o microbioma intestinal de forma a controlar e prevenir a recidiva do SIBO. Por vezes não é nada fácil. Mas há várias substâncias que podem ser utilizadas com esse fim. Definitivamente existe relação entre factores emocionais e SII. Se também existe relação com o SIBO, não está evidente na literatura, mas não ficaria surpreendido se fosse esse o caso. Caso pretenda, pode marcar consulta comigo e tentarei ajudá-la nesse processo.

Olá Dr Daniel Quais fibras o senhor recomenda para tratar a sibo ?!

Olá Éder. Depende muito do caso. Em certos casos, a fibra pode inclusivamente agravar o SIBO. Outras fibras, como a goma de guar podem ajudar em certos casos, em conjunção com antibacterianos. Depende bastante.

Boa tarde,
Pode me indicar onde posso realizar esses testes respiratórios?
Obrigado.

Boa noite,
Já consegue fazer esses testes nos principais laboratórios nacionais, com uma requisição médica.

Boa Tarde,

Fui receitado com Rifaximina para tratat Sibo/IBS sem fazer o teste respiratório e para tomar Zir-Fos ao mesmo tempo? E seguro? Ou convém antes de efetuar o tratamento ter a certeza e fazer o teste respiratório?

Obrigado

Olá Samuel,
O tratamento empírico é sempre uma opção e é seguro (desde que não se façam múltiplos cursos de antibiótico). Contudo, na minha opinião, é sempre melhor testar antes do tratamento e, idealmente, depois. Desta forma consegue-se categorizar melhor o desequilíbrio e avaliar a resposta à terapêutica.

Boa Tarde Dr. Daniel,
Desde acerca de 2 anos que tenho sintomas de SII.
Fui diagnosticada com H. Pilory e mesmo após o seu desaparecimento através de antobioticos, os sintomas continuam a existir.
As análises que fiz no ano passado, mostram carência de ferritina, vit. A, D e colesterol muito baixo.
Desde então que faço uma alimentação baseada em low FODMAP e evito os laticinios. e ainda assim continuo com sintomas gastro intestinais.
O último diagnóstico que me foi feito, ainda que sem testar, foi de que seria SIBO.
Gostava de saber se o Dr. Daniel já teve algum caso semelhante e que tenha tido sucesso no tratamento.
Muito obrigada.

Olá Sónia.
Lamento os seus sintomas. Creio ser essencial testar (SIBO e microbiota) para avaliar o desequilibrio e tratar de forma adequada. Muitas vezes a solução não passa apenas por antibióticos mas por devolver equilibrio ao ecossistema através da dieta e prebióticos.
Existem muitos casos semelhantes, em que se consegue melhorar gradualmente a sintomatologia.

Bom dia Dr Daniel,
encontrei aqui em alguns relatos parecidos com o meu caso. Gostaria de marcar uma consulta consigo, como devo proceder? Moro no Algarve. Obrigada pela atenção. Mariza Couto

Bom dia Mariza. Pode contactar-nos por telefone ou email. Ambos estão listados na secção das “Consultas”. Cumprimentos

Bom dia Dr. Daniel.

Sou residente no Canada e estou ‘a procura de um medico que esteja a par da terapia farmaceutica em 2020 para tratar IBS.
Ja’ fiz alguns testes: lactulose breath test e GIMAP via naturopath e testei positivo para methane dominant e alguma bacteria desbiotica.
A via herbalista nao esta’ a funcionar para mim. Gostaria de saber se o Dr. trabalha com rifaxamin + neomycine, prokineticos farmaceuticos e low dose naltrexone.

Preciso de ajuda urgentemente,
Obrigado

Boa tarde Ivan,
Sim, também uso agentes farmacêuticos. Contudo, apesar de não conhecer o seu caso em particular, devo dizer-lhe que os casos em que há “methanogens overgrowth” respondem melhor a tratamento combinados, não apenas com antibióticos, mas com prebióticos e probióticos. Se quiser discutir o seu caso com maior detalhe, pode marcar consulta.

Obrigado Dr. Leal, onde posso encontrar a sua tabela de precos?

De nada, Ivan.
Os preços são:
– consulta inicial – 140 euros
– consultas seguintes – 120 euros

Buenas tardes Dr. Daniel,

Soy español residente en Portugal y aún no domino el idioma, por lo tanto, me gustaría saber si sería posible comunicarnos en mi idioma nativo para, así, poder exponerle mi caso al detalle y poder buscar una solución definitiva a mis trastornos digestivos (sifo y sibo).

Gracias de antemano.
Un saludo.

Hola Angel.
Si, hablo espanol sin problema.
Saludos.

DEIXE UMA RESPOSTA